terça-feira, 4 de maio de 2010

Cariri começa a debater o Cangaço no maior evento sobre o tema no País

Aberto, na noite de ontem, o I Seminário Cariri Cangaço, que será realizado simultaneamente nos municípios de Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha e Missão velha, perfazendo a trilha do cangaço no Cariri e trazendo para a mesa de discussões os maiores pesquisadores e estudiosos do tema no Brasil. A abertura aconteceu no Teatro Municipal Salviano Arraes, com a presença de autoridades e representantes de instituições realizadoras e parceiras do evento. Diversas apresentações culturais envolvendo tema foram levadas ao palco do teatro.

O curador e coordenador do Seminário, Manoel Severo, fez a abertura destacando o I Seminário como o maior evento envolvendo a temática do Cangaço já realizado no Brasil. Essa mesma questão foi enfatizada pelo presidente da Sociedade Brasileira de Estudos do Cangaço (SBEC), Angelo Osmiro, que incentivou outras regiões do Brasil a seguirem o mesmo exemplo e oferecer espaços para se discutir e estudar a temática. Ele destacou a abertura da região e do trabalho em conjunto desenvolvido. Manoel Severo ainda ressaltou a presença de pesquisadores, estudantes, artistas, cineastas, atores, ensaístas, todos unidos no mesmo objetivo de aprofundar e resgatar a historiografia do Cariri e do cangaço. A secretária de Cultura, Esporte e Juventude do Crato, Danielle Esmeraldo, fez os agradecimentos as diversas instituições participantes, além de enfatizar o trabalho conjunto das secretarias de Cultura do Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha, as quais tiveram os respectivos titulares das pastas presentes na abertura. Ela ainda ressaltou todo o trabalho que vem sendo desempenhado por meio da Cultura do município cratense e do apoio que tem recebido do prefeito Samuel Araripe para o desempenho das ações da pasta.

Além dos secretários e do prefeito Samuel Araripe, também esteve presente o reitor da Universidade Regional do Cariri (URCA), professor Plácido Cidade Nuvens. A Instituição fez um trabalho voltado para a seleção das pesquisas acadêmicas a serem apresentadas dia 26, no Salão de Atos, para a comissão técnica da SBEC. Dentro da programação, serão exibidos vários filmes documentários com o temática, através do Imago, da URCA. Também haverá uma discussão técnica com o tema ‘o Cangaço sob o olhar da lei’, com a presença dos pesquisadores presentes’. O prefeito do Crato, Samuel Araripe, fez a abertura dos trabalhos, lembrando a história do Caldeirão do Beato José Lourenço, como uma temática que, posteriormente, poderia ser também alvo de estudos, conforme ele. O chefe do executivo destacou a experiência de uma comunidade exitosa. No caso do I Seminário do Cariri Cangaço, Araripe salientou a importância de um evento que reúne cerca de 70 pesquisadores e estudiosos para estudos de Lampião e do Cangaço.

Além disso, disse estar otimista em relação aos resultados dos trabalhos, que, segundo ele, trarão uma contribuição para a história. Em seguida, houve a premiação das alunas vencedoras do concurso de redação que envolveu o tema do cangaço, realizado nas escolas públicas. A primeira palestra da noite para o teatro lotado, envolveu Cangaço e Religiosidade, com Lemuel Rodrigues.

Demutran realiza Semana de Educação no Trânsito

O Departamento Municipal de Trânsito (Demutran), do Crato, está realizando a Semana de Educação no Trânsito. O trabalho tem envolvido diversas atividades educativas, com palestras, conversas em salas de aula e blitze com estudantes. Uma mini cidade está sendo levada para as brincadeiras educativas sobre o trânsito nas salas de aula. Hoje é a vez dos estudantes da Creche São Miguel, que também terão a oportunidade de participar da blitz, nesta quinta-feira, às 8 horas. Os alunos do Colégio Objetivo, às 10 horas desta quinta, estarão na Rua Dr. João Pessoa, recebendo orientações do educador em trânsito, Edilson Marques. Uma palestra sobre direção defensiva será ministrada aos estudantes do ensino médio do Colégio Estadual Wilson Gonçalves, às 19 horas. A Semana será encerrada na próxima sexta-feira, dia 25.

Agricultura do Crato convoca cadastradores do Garantia Safra

A Coordenação do Garantia Safra 2009/2010 informa a relação dos distritos e localidades que precisam refazer os cadastros no referido Programa, e convoca os representantes de associações e/ou cadastradores responsáveis pelas suas respectivas comunidades abaixo a se fazerem presentes na Secretaria de Agricultura o mais urgente possível:

SANTA FÉ

BOA VISTA – CÍCERO DA COSTA BEZERRA;
BREJINHO – CELIANE DAVID BISPO;
PALMEIRINHA DOS CORREIA – LUZIA CARNEIRO DE MOURA SILVA;
BAIXA DO MARACUJA – MARIA CICERA DE LIMA SANTOS;
ARATICUM – ANA MARIA DA SILVA RODRIGUES;
URUCUM – ANTONIO MARCOS PEREIRA SALU;
BARREIRAS – JOSE FERREIRA GONÇALVES
CRUZEIRO – MARIA VENTURA D A SILVA;
AREIAS – JOSE GONÇALVES DA SILVA;

BELA VISTA

BAIXIO VERDE – LUCIMARA DOS SANTOS ARAÚJO / EDSON FIDELIS DA SILVA;

MONTE ALVERNE

VILA NOVA – ERLANIA GOMES DA SILVA;
10 DE ABRIL – JOSE TOMAS DOS SANTOS / CICERO POSSIANO PAZ;
POÇO DANTAS / UMARI – MARIA PAULA FERREIRA SILVA;
TABOCAS – MARIA BENTO DA SILVA;

DOM QUINTINO

SEDE – MARIA CORREIA DE LIMA;
BREA – IVANILDA SOUSA MORAIS;
MINEIRO – LUZIA PAREIRA DE BRITO GONÇALVES;
ZABELÊ – NÃO IDENTIFICADO;

BELMONTE

BAIXA DA MACAÚBA, MUNDURI E MATA VELHA – FRANCISCO NUCLECIO SILVA;
BAIXIO DAS PALMEIRAS
SEDE – VERA LUCIA DE OLIVEIRA;
OITIS – PAULO ROBERTO SANTO;

ROMUALDO – EDILIA SABINO AGOSTINHO;
CHICO GOMES – ADRIANA RODRIGUES DE SOUSA;
CURRAIS – MARIA ROSELI SILVA AGOSTINHO;
SÃO VICENTE – ROSANGELA R . DOS SANTOS;
MONTEIRO – DILMA ALVES ALMEIDA;

SANTA ROSA

BAIXIO DOS ROBERTOS – ELIANE VIEIRA DE OLIVEIRA;
MIRANDA – PEDRO FERREIRA GOMES;
BARRO BRANCO – PEDRO FERREIRA GOMES;
SEDE – ELIANE VIEIRA DE OLIVEIRA;
SÃO JOSÉ – JESSICA DA SILVA SANTOS;
MATA DO SEBASTIÃO – FRANCIDALVA ANDRADE SANTOS;

PONTA DA SERRA

ALTOS – MARIA GOMES DE LIMA;
SEDE DISTRITO / ASSOCIAÇÃO – ANA PAULA AQUINO DE MONTE / RIVANIA LEITE BRASIL SILVA;
VILA GUILHERME – NEIDE BATISTA SILVA SOARES;
PALMEIRINHA DOS VILAR – MARIA LÚCIA ALVES FERNANDES BRASIL;
JABURU – JOSE MARTINEZ DUETE;
VILA SÃO FRANCISCO – ALZIRA PESSOA DE ASSIS;
SITIO GONÇALO – MANOEL JUCA DA SILVA;
SITIO MATA – MARTA MARIA BENICIO DE ALMEIDA;
LAGO RASA – ADRIANA FERREIRA DOS SANTOS;
RODEADOR – FRANCISCA LINDALVA A. BRASIL;
ARAÇAS – MARCELINO BEZERRA;
CABOCLO – MARIA SORLANIA FERNANDES;
JUÁ – MARIA DE FATIMA ALVES LUNA;
MALHADA –DAMIÃO NICOLAL DA SILVA;

Fonte: Assessoria de Imprensa
Governo Municipal do Crato
Fone/Fax - (88) 3521.7069
Mais informações:

http://www.crato.ce.gov.br
http://www.prefeituramunicipaldocrato.blogspot.com

Postado por Dihelson Mendonça às 02:00 0 comentários
Reações:

Um comentário:

  1. DENÚNCIA: SÍTIO CALDEIRÃO, O ARAGUAIA DO CEARÁ – UMA HISTÓRIA QUE NINGUÉM CONHECE PORQUE JAMAIS FOI CONTADA



    "As Vítimas do Massacre do Sítio Caldeirão
    têm direito inalienável à Verdade, Memória,
    História e Justiça!" Otoniel Ajala Dourado



    O MASSACRE DELETADO DOS LIVROS DE HISTÓRIA


    No município de CRATO, interior do CEARÁ, BRASIL, houve um crime idêntico ao do “Araguaia”, foi a CHACINA praticada pelo Exército e Polícia Militar em 10.05.1937, contra a comunidade de camponeses católicos do SÍTIO DA SANTA CRUZ DO DESERTO ou SÍTIO CALDEIRÃO, cujo líder religioso era o beato "JOSÉ LOURENÇO GOMES DA SILVA", paraibano negro de Pilões de Dentro, seguidor do padre CÍCERO ROMÃO BATISTA, encarados como “socialistas periculosos”.



    O CRIME DE LESA HUMANIDADE


    O crime iniciou-se com um bombardeio aéreo, e depois, no solo, os militares usando armas diversas, como metralhadoras, fuzis, revólveres, pistolas, facas e facões, assassinaram na “MATA CAVALOS”, SERRA DO CRUZEIRO, mulheres, crianças, adolescentes, idosos, doentes e todo o ser vivo que estivesse ao alcance de suas armas, agindo como juízes e algozes. Meses após, JOSÉ GERALDO DA CRUZ, ex-prefeito de Juazeiro do Norte/CE, encontrou num local da Chapada do Araripe, 16 crânios de crianças.


    A AÇÃO CIVIL PÚBLICA PROPOSTA PELA SOS DIREITOS HUMANOS


    Como o crime praticado pelo Exército e Polícia Militar do Ceará é de LESA HUMANIDADE / GENOCÍDIO é IMPRESCRITÍVEL conforme legislação brasileira e Acordos e Convenções internacionais, a SOS DIREITOS HUMANOS, ONG com sede em Fortaleza - CE, ajuizou em 2008 uma Ação Civil Pública na Justiça Federal contra a União Federal e o Estado do Ceará, requerendo: a) que seja informada a localização da COVA COLETIVA, b) a exumação dos restos mortais, sua identificação através de DNA e enterro digno para as vítimas, c) liberação dos documentos sobre a chacina e sua inclusão na história oficial brasileira, d) indenização aos descendentes das vítimas e sobreviventes no valor de R$500 mil reais, e) outros pedidos



    A EXTINÇÃO SEM JULGAMENTO DE MÉRITO DA AÇÃO


    A Ação Civil Pública foi distribuída para o Juiz substituto da 1ª Vara Federal em Fortaleza/CE e depois, para a 16ª Vara Federal em Juazeiro do Norte/CE, e lá em 16.09.2009, extinta sem julgamento do mérito, a pedido do MPF.



    RAZÕES DO RECURSO DA SOS DIREITOS HUMANOS PERANTE O TRF5


    A SOS DIREITOS HUMANOS apelou para o Tribunal Regional da 5ª Região em Recife/PE, argumentando que: a) não há prescrição porque o massacre do SÍTIO CALDEIRÃO é um crime de LESA HUMANIDADE, b) os restos mortais das vítimas do SÍTIO CALDEIRÃO não desapareceram da Chapada do Araripe a exemplo da família do CZAR ROMANOV, que foi morta no ano de 1918 e a ossada encontrada nos anos de 1991 e 2007;



    A SOS DIREITOS HUMANOS DENUNCIA O BRASIL PERANTE A OEA


    A SOS DIREITOS HUMANOS, como os familiares das vítimas da GUERRILHA DO ARAGUAIA, denunciou no ano de 2009, o governo brasileiro na Organização dos Estados Americanos – OEA, pelo DESAPARECIMENTO FORÇADO de 1000 pessoas do SÍTIO CALDEIRÃO.


    QUEM PODE ENCONTRAR A COVA COLETIVA


    A “URCA” e a “UFC” com seu RADAR DE PENETRAÇÃO NO SOLO (GPR) podem localizar a cova coletiva, e por que não a procuram? Serão os fósseis de peixes do "GEOPARK ARARIPE" mais importantes que os restos mortais das vítimas do SÍTIO CALDEIRÃO?



    A COMISSÃO DA VERDADE


    A SOS DIREITOS HUMANOS busca apoio técnico para encontrar a COVA COLETIVA, e pede que o internauta divulgue a notícia em seu blog/site, bem como a envie para seus representantes no Legislativo, solicitando um pronunciamento exigindo do Governo Federal a localização da COVA COLETIVA das vítimas do SÍTIO CALDEIRÃO.


    Paz e Solidariedade,



    Dr. Otoniel Ajala Dourado
    OAB/CE 9288 – 55 85 8613.1197
    Presidente da SOS - DIREITOS HUMANOS
    Editor-Chefe da Revista SOS DIREITOS HUMANOS
    Membro da CDAA da OAB/CE
    www.sosdireitoshumanos.org.br
    sosdireitoshumanos@ig.com.br
    http://twitter.com/REVISTASOSDH

    ResponderExcluir